Tabata Amaral, ameaçada de expulsão do PDT por ter votado a favor da reforma da Previdência, disse ao Correio Braziliense que recebeu convites de outros partidos.

“Sim, alguns me convidaram, mas não sentei com ninguém. Eu não acho que o PDT foi correto comigo após a votação da Previdência, mas isso não faz com que eu não seja correta com eles. Eu ainda estou filiada. Mas quem precisa dar uma resposta aqui é o PDT, porque eu não pedi para sair do partido. Tenho uma votação bem coerente com a campanha, com o partido… Estava construindo coisas bem legais em São paulo e quero que o PDT diga se me quer no partido ou não.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *