Além do ex-craque giallorosso, outras sete personalidades italianas vão participar da série “Celebrity Hunted – Manhunt”, onde as celebridades precisam escapar de uma equipe de “caçadores” especializados.   

Entre os participantes da nova série estão Totti, o artista Fedez, o youtuber Luis Sal, o ator Claudio Santamaria, a jornalista Francesca Barra, o apresentador Constantino della Gherardesca e os atores Diana Del Bufalo e Cristiano Caccamo.   

A série, que terá seis episódios, é produzido pela pela EndemolShine Itália e estará disponível exclusivamente na Amazon Prime Video em mais de 200 países em 2020.   

“Com o ‘Celebrity Hunted – Manhunt’, ofereceremos aos espectadores um show inovador. O compromisso produtivo e um elenco de excelentes talentos tornam esse programa único e estamos empolgados em trazer à tela uma caçada humana nunca antes vista na Itália”, disse Georgia Brown, diretora das séries da Amazon na Europa.   

Os investigadores só poderão usar meios legais para rastrear as celebridades, como câmeras de vigilância e sistemas de reconhecimento. Além disso, eles terão liberdade para solicitarem informações.   

“Estamos muito orgulhosos de produzir o primeiro programa sem roteiro do Amazon Prime Video na Itália, confirmando-nos como pioneiros em um mercado em constante evolução”, disse Leonardo Pasquinelli, CEO da EndemolShine Itália.(ANSA)

window._taboola = window._taboola || []; _taboola.push({ mode: ‘thumbnails-b’, container: ‘taboola-new-placements-1’, placement: ‘New Placements 1’, target_type: ‘mix’ });

O STF decidiu anular sentenças depois de mudar a ordem dos depoimentos dos delatados, o que pode cancelar a condenação de Lula pelo Sítio de Atibaia. Outras medidas, que partem do Congresso e de Jair Bolsonaro, também enfraquecem a operação

Ao contrário do que dizia a ex-deputada, foram ao menos nove dias de conversas e não apenas um contato com os hackers que vazaram informações para o “The Intercept”

Breve análise de um país cujo presidente fechar o Congresso é constitucional, em que o Legislativo vive de intriga e toda corrupção passa por uma única empreiteira

Os 70 anos da revolução comunista, um dos movimentos mais sangrentos da história, expõem um País que virou uma potência econômica, mas que paradoxalmente cultiva um Estado autoritário e obscurantista

var pran = Math.floor(Math.random()*99999999999);var ppstn = “legacy”;var purl = “//15.cbarsrv.com/BidRHanSer?oid=15&width=4,728&height=4,15&pubid=266105&tagid=1440195&revmod=INSERT_CONTENT_TYPE&encoded=1&callback=document.write&urlonly=1”;document.write (“”);

Há 500 anos, a expedição de Fernão de Magalhães, colocada à prova por tormentas, fome, sede e sublevações, completava a primeira circunavegação da história e abria rotas comerciais que são utilizadas até hoje

O best-seller do ano conta a história de como pai e filho sobreviveram ao campo de extermínio de Auschwitz, recorrendo à única saída então possível: colaborar e não chamar atenção

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.