A luta contra o excesso de peso tem um grande inimigo: a ‘alimentação emocional’. Comer de acordo com aquilo que se sente é meio caminho andado para escolher a comida como refugio dos sentimentos. Mas, para que as emoções não ditem o insucesso da dieta, é preciso ter em conta três aspectos, diz o Food Matters.

Em primeiro lugar, é preciso descobrir os pontos fracos, isto é, estar a par a tudo aquilo que provoca sentimentos negativos e analisar todos os momentos em que a tristeza leva a escolhas menos saudáveis. O objetivo é aprender a reagir perante situações de stress, desagrado, tristeza, angustia e ansiedade, evitando que faça escolhas menos benéficas nesses momentos.

Manter um diário alimentar é outro truque eficaz para ter sucesso na dieta e não cair na armadilha de comer por impulso, diz a publicação. E, ao anotar os seus sentimentos será mais fácil fazer a conexão entre aquilo que ingere e o seu estado emocional. 

E, como em qualquer dieta, seja de perda ou ganho de peso, ouvir o corpo é a chave do sucesso. Dores, mal-estar, desconforto, náuseas e vómitos são alguns dos sintomas que devem ser vistos como alerta e motivo para mudar alguns hábitos alimentares, especialmente aqueles que incluem excessos. 

Descarregue a aplicação e aceda a toda a informação do Notícias ao Minuto por smartphone ou tablet de uma forma mais cómoda, intuitiva e imediata.

Facebook Comments