Depois de interpretar a prostituta Leandra na novela “O Outro Lado do Paraíso”, a atriz Mayana Neiva contou a Marie Claire que voltou para Nova Iorque, nos EUA, para realizar alguns trabalhos e estreiar a série “Encerrados” na Netflix dos EUA, Espanha e Argentina.

A série do diretor Benjamin Avila fez sucesso na Argentina no final do passado e foi comprada pela Netflix. “Já é a terceira vez que eu trabalho na Argentina, para mim é incrível trabalhar lá. Já trabalhei com o Benjamin Ávila, nós fizemos um filme chamado ‘Infância Clandestina’ e ele me convidou para ser protagonista de um dos episódios dessa série”, conta Mayana.

“Encerrados” é uma série sobre pessoas encerradas, fechadas, em posições psicológicas ou lugares físicos, no qual cada episódio tem um personagem e uma história diferente. Mayana protagoniza um dos episódios. “A minha personagem é a Coki, uma mulher e mãe que foi traficada para a Argentina e agora luta para rever o seu filho. Ter essa experiência internacional é muito importante para mim, pois me permite aprender novas coisas, passar por diferentes experiências e ampliar o meu horizonte profissional e pessoal”, conta Mayana.

A atriz gravou a série, que ainda não tem previsão de vir para o Brasil, na Argentina. “Eu acho que toda experiência é muito rica, principalmente com essa troca mundial de coisas que no fundo vão para o mundo. Trabalhar em um set onde várias pessoas falam diferentes línguas é muito legal, ontem mesmo estava em um set com a maioria das pessoas israelenses, então é muito legal ter pessoas com outras influencias e outras cabeças”, diz Mayana. 

Mayana, hoje com 35 anos fez teatro nos EUA aos 16 anos. “Eu tenho uma relação de trabalho e vida com os Estados Unidos, pois me formei aqui. Tenho alguns projetos com o meu coletivo de arte e acabei de fazer um piloto com o Daniel Coren, que é um artista israelense aqui em Nova Iorque”, revelou a atriz guardando segredo sobre como seria este projeto.

Mesmo acostumada com a vida em Nova Iorque, a atriz disse que é sempre um renascer. “Sempre que venho para Nova Iorque é uma experiencia de renascimento. A vida aqui para mim é tranquila, tenho o meu professor de meditação, faço uma prática que é um teacher training program, tenho também o coletivo artístico que me inspira”, diz Mayana.

A atriz, que preza por uma vida mais saudável, comentou que isso é mais possível em Nova Iorque do que no Brasil. “É muito bom estar no Brasil por outras razões, mas aqui eu ando de bicicleta, tento comer uma comida mais orgânica e vegetariana, tem uma qualidade em relação a algumas coisas daqui”, comenta.

Mayana, que em 2003 foi coroada Miss Paraíba, conta que para manter o corpo faz crossfit. “Geralmente faço uma yoga, pilates ou hot yoga. Quando estou no Brasil tenho um personal. Mas aqui acho mais fácil manter a boa alimentação, pois é mais fácil encontrar comidas vegetarianas de qualidade. Você tem acesso a comidas orgânicas em todos os lugares, então isso faz uma diferente na hora de conseguir manter o peso”, diz a atriz.

Além das atividades físicas, Mayana valoriza muito a alimentação saudável. “Sempre penso e me conecto com todas as pessoas que estão envolvidas em colocar aquele prato de comida na minha frente. Acho que se alimentar nos dias de hoje é uma questão politica também, com o mundo do jeito que está. Essa é uma atenção que eu tento ter sempre, aqui eu consigo ficar mais inteira no vegetarianismo, é mais fácil manter essas conexões”, comenta Mayana.

Mayana, que não é reconhecida nas ruas de Nova Iorque, comenta como esta pode ser uma boa experiência para uma atriz. “O artista sempre tem que ser o observador da vida e não observado. Acredito que é a partir da observação da vida que nós conseguimos um monte de trocas. Uma das coisas mais lindas também de não ser reconhecido é estar em um ponto aonde você pode observar. O que eu sinto é que Nova York é a última fronteira do planeta. Você vê pessoas de todos os lugares do mundo, no metrô, na rua, na cidade. Você tem exposição a pessoas que pensam de maneiras muito distintas e isso é muito enriquecedor”, diz a atriz.

Solteira e focada nos projetos, Mayana conta que sonha em atuar em Hollywood, o que provavelmente fará com que no futuro ela seja reconhecida por lá. “Acredito que todos nós, em um determinado momento, almejamos Hollywood. Porém, hoje estou muito feliz com o quanto que conquistei e com os caminhos que estão se abrindo para mim. Vou em direção aos meus sonhos de forma tranquila. Se Hollywood fizer parte desse caminho, serei muito grata, mas não é algo que esteja focando no momento”, diz Mayana.