De acordo com informações do jornalista Leo Dias, Wesley conseguiu a antecipação da audiência de revisão da pensão do filho Yhudy, de 7 anos. O processo saltou do dia 28 de agosto para o dia 27 de julho, com o despacho sendo protocolado às 22h, mostrando uma certa pressa. Safadão também pediu para não pagar as custas do processo e teve o pedido atendido. A assessoria do cantor disse que o adiantamento ocorreu por um “erro da vara” de onde o processo está, em Fortaleza. Disse também que não houve pedido de antecipação de nada, “não houve gratificação”.

Agora toda essa história acaba de ganhar um novo capítulo. Isso porque, o Jornal o Dia teve acesso as tabelas de gastos do processo que corre em segredo de justiça. Nelas é possível ver que Wesley trocava o carro da ex anualmente e também que ele deu dois imóveis comercias para ela, ambos no entanto acabaram falindo. Tudo isso seria um valor gasto por fora na pensão paga para o filho, que nas tabelas aparecem relacionadas no valor de R$ 18 mil e não R$ 9 mil. Os valores abaixo são  referentes aos gastos que Wesley Safadão teve com o filho de 2015 até agora.

O valor total que consta no documento chega a quase R$ 3 milhões como é possível ver discriminado abaixo. Na tabela ainda constam valores da pensão do filho de 7 anos, gastos pontuais com a saúde e férias do menino, além de dívidas de Mileide que foram pagas pelo cantor, o apartamento de R$ 2,1 milhões comprado em 2017, para que ela morasse com o filho e a mãe, e o carro zero blindado avaliado em R$ 120 mil, que foi dado à Mileide em 2015.