Escola Educação – Escola Edução é um portal de conteúdo voltado ao compartilhamento de informação como: cursos, livros, dicas, dentre outros.

Batizado oficialmente de Woodstock Music & Art Fair, o festival aconteceu em agosto de 1969, entre os dias 15 e 18. O palco foi montado na fazenda de Max Yasgur, localizada nas proximidades da zona rural da cidade de Bethel, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. 

O movimento da contracultura surgiu como uma forma de expressão da juventude da época, insatisfeita com o clima de rivalidade gerado pela Guerra Fria. Futuramente, outro alvo do movimento seria a dispendiosa Guerra do Vietnã.

O movimento se opunha ao estilo American Way Of Life (modo de vida americano) que surgiu logo após o fim da Segunda Guerra Mundial. Nessa época, houve um desenvolvimento tecnológico desenfreado nos Estados Unidos que pregava o consumismo em excesso. 

Conhecida como a “era dos eletrodomésticos”, esse período de crescimento norte-americano visava sobretudo movimentar o setor da indústria e fomentar o capitalismo pelo mundo.

Sendo assim, foi por meio da música agressiva do rock n’ roll e o consumo excessivo de drogas que os adeptos ao movimentos quiseram fazer-se ouvidos. LSD e mescalina eram os entorpecentes mais consumidos. 

Além disso, outras questões disseminadas pela sociedade tradicional americana da época, como a proibição do sexo antes do casamento, os chamados “toques de recolher das universidades” e a constante vigilância entre os prédios masculinos e femininos fizeram com que o movimento ganhasse adeptos e cada vez mais força. 

O Woodstock simboliza o apogeu da era da contracultura. A ideia surgiu da mente criativa de quatro jovens, sendo eles: John P. Roberts, Joel Rosenman, Michael Lang e Artie Kornfeld. 

O argumento do grupo era oferecer ao público um festival de três dias, voltado sobretudo à comunidade hippie, que era adepta dos preceitos da liberdade sexual e do amor livre. 

O clima libertário deu origem à expressão “Paz e Amor”, símbolo da cultura hippie, visto que durante os dias de festival os jovens tomavam banho de chuva completamente nus, rolavam na lama, meditavam, usavam drogas e faziam sexo em barracas.